Meu Perfil
BRASIL, Homem



Histórico
 13/12/2009 a 19/12/2009
 29/11/2009 a 05/12/2009
 07/06/2009 a 13/06/2009
 03/05/2009 a 09/05/2009
 12/04/2009 a 18/04/2009
 29/03/2009 a 04/04/2009
 15/02/2009 a 21/02/2009
 07/12/2008 a 13/12/2008
 30/11/2008 a 06/12/2008
 09/11/2008 a 15/11/2008
 19/10/2008 a 25/10/2008
 24/08/2008 a 30/08/2008
 17/02/2008 a 23/02/2008
 10/02/2008 a 16/02/2008
 20/01/2008 a 26/01/2008
 03/06/2007 a 09/06/2007
 15/04/2007 a 21/04/2007
 18/02/2007 a 24/02/2007
 31/12/2006 a 06/01/2007
 17/12/2006 a 23/12/2006
 03/12/2006 a 09/12/2006
 16/07/2006 a 22/07/2006
 21/05/2006 a 27/05/2006
 07/05/2006 a 13/05/2006
 29/01/2006 a 04/02/2006
 02/10/2005 a 08/10/2005
 11/09/2005 a 17/09/2005
 10/07/2005 a 16/07/2005
 03/07/2005 a 09/07/2005
 26/06/2005 a 02/07/2005
 29/05/2005 a 04/06/2005
 15/05/2005 a 21/05/2005
 10/04/2005 a 16/04/2005
 06/03/2005 a 12/03/2005
 20/02/2005 a 26/02/2005
 06/02/2005 a 12/02/2005
 16/01/2005 a 22/01/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


 
Histórias de um suicida psicossomático


Ode aos Deuses

Foi como um sonho.
Encontrei com meus olhos o diamante de uma vida em procura.
Espetáculos que esperam a partida de uma esperança,
Que encontra logo após um choro na garganta.

Firme como o vento, que indica a realidade,
Capaz como as montanhas, ao subirem aos céus.
Deuses festejaram inúmeras vezes,
A ida exaltada de uma volta inesperada.
Escuro estava quando os olhos se cruzaram,
Escura estava a visão de quem ficava
Escuro estava o momento do primeiro não.

De repente uma vaga luminosidade pairava,
E o que se passava como completo estava reerguendo o plano de vôo.

Espetáculos que esperam o final,
Que encontra, enfim, o seu fim.

A sua respiração audivelmente alta, permanecia no meu interior.
A minha respiração não agüentava o contentamento.
A pancada deixou vestígios,
Vestígios que acabaram de dar resultados,
Não na primeira noite,
Não na segunda noite,
Tampouco na terceira.

A noite esgotou-se, e o que se viu foi tristeza.
A tristeza esgotou-se e derramamo-nos em lágrimas.
As lágrimas continuaram, mas as dores se acabaram.
A vida continuou e a ordem dos anjos foi-se cumprida.
Festa entre os deuses, que juraram o futuro.

Os raios do sol viram-se presenciando um beijo
As tardes de verão se viram inusitadas ao passarem tão rápido.
As velozes arcas do vento sopraram contra seus cabelos.
E os olhos, intrínsecos, estavam alucinados ao ver seu corpo.

Pudemos conhecer as obras de Deus pessoalmente.
Como de primeira, fomos nos concentrar,
Fomos envolvidos pelo poder,
Estávamos felizmente, encontrando a paz.
Estávamos, felizmente, em paz.

Um dia, acordados, discutiram cidade, futuro e sonho,
Um dia, dormindo, realizaram sonhos,
Um dia, acordados, descansaram em paz.


Escrito por Kinhodorian às 22h15
[] [envie esta mensagem]




[ ver mensagens anteriores ]